24 de mar de 2006

O vôo baixo do Falcão

Em Falcão – Os meninos do tráfico, documentário exibido no Fantástico e produzido pela Central Única das Favelas, assusta a institucionalização da cultura do crime.

A violência é retratada de maneira absurdamente natural. Traços culturais que, de tão presentes, ganham ares de característica antropológica. É como se assistíssemos ao surgimento de um novo ente social, um elo perdido entre a pobreza do sertanejo descrito por nossa literatura e a aspereza de um urbanóide anestesiado pela vida de violência perene.

O documentário se supera por expôr o problema do tráfico de drogas por uma outra perspectiva: a da falta de perspectiva. Comunidades inteiras à margem do Estado lutando para se afastar dos novos e evidentes valores $ociai$. O relato frio de uma infância invisível, de uma população forte entregue à sina “de nascer devendo, viver querendo e ainda assim não se vender”.

Nenhum comentário: