16 de jul de 2004

SEXO CASUAL, ORGASMO VIRTUAL

Até parece que tem que dar duas para a coisa pegar.
Ou então imaginar que a luz acabou, foi para eu me concentrar melhor.
Ou fingir que me concentrava ali e partir para uma nova dimensão.
Você pegou na minha mão, me puxou para cantos ainda mais escuros e eu fui.
Mas te digo, e peço perdão, eu não estava.
Daí ao fim, perdi-me na conclusão de tudo.
Você sentiu?
Me diz, você sentiu?
Tudo bem, não vá se envergonhar.
Amar não é para qualquer um.

 

Marília Valengo é Redatora de Publicidade


Nenhum comentário: